segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Sensação de Abandono

por Flávia Fernandes


Circulando na fria cidade de São Paulo, numa noite chuvosa, observo as luzes de Natal anunciando que nos aproximamos do final do livro de mais um ano e começaremos a escrever nas páginas em branco do livro do próximo ano, onde registramos a continuação das nossas histórias.

Hoje foi o último dia do ano, das reuniões da casa espírita. Tudo muito bonito e emocionante como sempre, embora em meu coração houvesse uma ponta de tristeza, de saudade, de abandono.

Depois de muita emoção e lágrimas entre os amigos, foi a vez da emoção mais forte: a despedida dos amigos espirituais!

Emoção inexplicável, amor, carinho, ternura, luz, paz e os agradecimentos deles para nós, os irmãos encarnados, parabenizando-nos pelos trabalhos de caridade, dedicados durante o decorrer do ano todo e anunciando os grandes progressos que obtivemos na casa, junto à equipe espiritual.

Se os irmãos de luz nos emocionam tanto, não tenho como expor em palavras a emoção sentida quando se apresentaram aqueles irmãos desencarnados, que passaram pela casa durante o ano e pediram e receberam ajuda. Voltaram para agradecer, pra mostrar que fizeram algum progresso e que estão se esforçando pra melhorar dia após dia. Que benção!

Bem, depois da jornada de 10 meses de trabalho árduo, semanalmente, é hora de descansar e colocar em prática os ensinamentos do ano inteiro. Serão dois meses de afastamento da espiritualidade e, mal saí da casa, já estou com aquele friozinho na barriga; aquela sensação de vazio, de abandono por estar distante desses amigos.

Claro que não estou sendo justa ao falar dessa forma, reconheço! Eles estão ao nosso lado o tempo todo, sempre prontos pro devido amparo que necessitamos, mas distante da casa, parece que estamos também distantes deles.

O ano de 2009 não foi nada fácil pra mim. Se tive algumas alegrias, tive também tristezas, perdas, arrependimentos, entre outras inúmeras coisas. A mais difícil, sem dúvida, foi ter perdido o emprego e estar há seis meses parada.

Não sei se é coincidência ou não, mas os anos ímpares sempre vieram pra mim, trazendo uma série de coisas negativas, tristes e algum sofrimento, e esse, por incrível que pareça, não foi diferente. No entanto, se nem tudo foram flores, também nem tudo foram espinhos e o equilíbrio aliado à fé e à perseverança foram fundamentais nas horas mais difíceis e inevitáveis de angústia e sofrimento e a equipe espiritual foi absolutamente responsável por esses momentos em que consegui me manter firme.

Nestes dois meses de afastamento da casa, tenho o compromisso semanal com o evangelho no lar e, acima de tudo, manter o mesmo equilíbrio do ano todo, sem me deixar cair nas armadilhas das pedras que encontrar pelo caminho, manter a fé e o coração voltado pra Deus, acreditando sempre no amor, na união e nas bênçãos que estão reservadas pra todos nós.

Bem, a sensação de abandono (ou medo talvez) é grande, mas a fé vai me ajudar a superar e tocar esses dois meses da melhor forma possível, me preparando pra entrar com garra e perseverança o próximo ano, fazendo o meu papel e colaborando da melhor forma possível.

Medo existe em todos nós. Superá-lo é a meta individual de cada um. Conto com cada amigo, com cada ente querido e com cada espírito de luz pra cumprir tal meta!

Que Deus abençoe a cada um de nós e que possamos nos sentir cada dia mais amparados e protegidos, sempre na certeza de que temos muitos amigos, ainda que invisíveis, nos auxiliando nas horas difíceis.

Feliz Natal, caros amigos. Que o espírito iluminado do Menino Jesus se faça presente nos corações de cada um de nós.



Este texto foi escrito na noite de 09/12/2009

4 comentários:

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Flávia,

Fico feliz por ter retornado. Confesso que pensei que você havia deixado de vez o blog. Desistido de lidar com ele. Ainda bem que me enganei.

Flávia, li atentamente este seu post. Que bom que você possui esse grupo de amigos. Embora não esteja sendo fácil para você, acredito que o pior já tenha ido embora, caso contrário, penso que não estaria aqui, de volta. Isso é ótimo.

O que me diz de marcar presença mais vezes no blog, bem do "tipo" ter um horário diário para ele?! Talvez possa lhe ajudar nessa idéia de abandono e, então, na tristeza deprimente. Ora, nós amigos daqui, estamos para ajudar uns aos outros, também...!! Use e abuse, portanto!!Rss

Sabe, Flávia, procure dar uma agitada em seu blog, uma remodelada... Faça uma reforma nele, também... Comece a encontrar blogs que lhe agradem, fale para os donos dele e os coloquem em sua lista de "Eu leio" (links deles), convide-os para conhecer o seu blog. Enfim, faça amizades prá valer e bastante. Você vai notar a diferença. Acrescente o que achar melhor em seu blog, como artigos mais comentados, top dos 10 mais que comentam em seu blog, número de visitantes, rádio, relógio etc... etc... Vista mesmo a camisa de bloguista... Entre nessa de mudança radical, visando dar um outro "ar" para você.

Claro, são apenas idéias minhas na intenção de lhe deixar fora desse baixo astral, afinal, você escreve super bem...!! Lembro-me que eu havia até me identificado com o seu jeito de expor os sentimentos.

Flávia, desejo que você consiga dar a volta por cima o mais rápido possível... Sei que já está conseguindo e a tendência é melhorar mais ainda.

Eu não sei se as minhas dicas irão ser úteis a você, em todo o caso, estarei aqui se você quiser.

Beijos e FELIZ ANO NOVO...!!
Ana Lúcia.

angela disse...

Flavia
A Ana já lhe deu varias dicas de como voltar-se um pouco para si mesma, mais do que ninguem sabe que este abandono faz parte dos desapegos da vida.
Vamos torcer para que este ano que é PAR seja impar em alegrias e luz.
Um beijo

Flávia disse...

Ana Lúcia, minha querida! Obrigada pelo carinho, viu?

Não, não tenho nenhuma intenção de deixar o blog, apenas me vi em momentos de nenhuma inspiração, sem conseguir colocar nada no papel.

Tentei nos livros, nas músicas, nos fóruns virtuais, mas parecia que havia dado uma travada.

A falta de uma rotina diária, sair de casa, ter um trabalho tem feito com que a vida seja uma mesmice tão ruim que me falta a inspiração.

Bem, quanto a escrever diáriamente, não sei se tenho texto pra tanto. Como vc pôde notar, preciso da inspiração pra escrever e não tenho encontrado, mas aos poucos vou conseguindo produzir novos textos.

Com relação à remodelada do blog, adoraria, mas confesso que não manjo nada disso aqui e esse, foi uma amiga que fez pra mim. Acho que preciso de ajuda e se vc puder me dar umas dicas, te agradeço!!

Obrigada de coração pelas palavras encorajadoras.

Um beijo no seu coração e um fim de semana lindo e abençoado!

Flávia disse...

Angela, que linda!!

Obrigada querida! Tenho certeza de que este 2010 será um ano e tanto. Trazendo alegrias, prosperidade e a realização de grandes sonhos.

Espero que vc tb possa me ajudar com dicas, já que tb é uma blogueira bem experiente.

Um beijo grande e que Deus a abençoe