sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Eu, a Re e a Lu


por Flávia Fernandes


Sexta-feira passada, eu tive o grande prazer de receber a Re, minha amiga virtual, aqui em minha casa. Que alegria!

Nos conhecemos em uma comunidade do Orkut, em 2008 e mantivemos contato por algum tempo até que, em 2009, naquela maravilhosa viagem que fiz pro Rio de Janeiro e que mereceu um texto apaixonado, pudemos então, nos conhecer pessoalmente. Ela mora em Volta Redonda e foi até o Rio pro nosso “orkontro”, onde a conheci junto com outras amigas.

O mais impressionante de tudo é que, encontrá-las pessoalmente não foi nada surpreendente. Na verdade, parecia que nos conhecíamos desde a infância. Tudo transcorreu de uma forma tão agradável e divertida que, quem olhasse a nossa volta, jamais diria que estávamos nos encontrando, fisicamente, pela primeira vez.

Mas voltando a falar da Re, foi muito bom recebê-la em minha casa. Aproveitamos pra papear, pra bater perna pelas bandas da Liberdade e da Avenida Paulista, tendo uma tarde extremamente agradável. Falamos de tudo, trocamos experiências importantes pro nosso dia-a-dia e isso só fez aumentar minha admiração por essa pessoa tão querida, tão sábia e que, com um jeitinho tão doce, tem tanto pra nos ensinar. Puxa, a Re é uma pessoa formidável!

No final da tarde decidimos ligar pra Lu, outra amiga virtual, mas que eu ainda não conhecia pessoalmente. Elas já se conheciam há muitos anos, mas eu e a Lu temos contato só há alguns meses e ainda não tínhamos nos encontrado antes.

Fomos até a casa dela. A Lu é uma graça de pessoa, muito expansiva, divertida, super alto astral e extremamente emotiva, o que me chamou muito a atenção, pois é transparente em seus sentimentos. Uma pessoa realmente iluminada! Fiquei muito orgulhosa em ter como amigas, pessoas tão do bem quanto a Lu e a Re.

Passados os primeiros momentos de muita conversa e um papo muito agradável, tive a certeza de que não havia me enganado com relação aos sentimentos dessa amizade virtual, mas que era tão real há tanto tempo.

Com amigos virtuais eu já ri, já chorei, já me emocionei, troquei confidências, me preocupei e causei preocupação. Alguns eu jamais encontrei e outros, vejo com tanta freqüência que já nem lembro mais que um dia foram apenas amigos virtuais.

O mais interessante disso tudo é que, convivemos virtualmente por tanto tempo que, num encontro real, a conversa é uma continuidade ao que conversamos todos os dias.

Por um instante, no meio do papo super agradável com a Re e a Lu, me distraí com meus pensamentos e me senti muito feliz por estar ali, compartilhando com duas pessoas super especiais, um momento tão alegre, descontraído e muito importante.

Como boa sagitariana, dou muito valor às minhas amizades. Meus amigos são um pedacinho de mim. Qualquer um que me falte é como se me faltasse um pedaço.

Quanto mais amigos eu faço, mais necessidade de conviver eu tenho e, nessa sexta-feira, vivi mais uma vez, um dia mágico, podendo estar em companhias maravilhosas.

Confesso que foi um encontro um pouco mais emocionante do que eu imaginava, pois senti a boa energia dessas duas amigas que são muito especiais. Não que os outros não sejam – pra mim, todos os meus amigos são especiais e muito amigos. Não tenho “meio-amigo”, todos são inteiros, todos são importantes e todos são os melhores, cada um do seu jeito – mas esse teve algo de especial. Uma paz, uma tranqüilidade, uma alegria difícil de expressar, mas sei que o que eu senti foi bom. Desfrutei de momentos de muita emoção e senti que precisava expor isso pra todos e também, pra homenageá-las.

Penso que no mundo não há fronteiras. Quando precisamos conviver com as pessoas, o universo dá um jeito de fazer com que se aproximem. Cada ser é único e cada um tem algo de bom pra aprender e ensinar e, seja Deus, sejam os amigos espirituais ou seja lá o que for, sempre há um jeito de cruzarmos os caminhos pra que seja cumprida uma fase de nossa vida, com encontros e despedidas, aprendizado e muitas surpresas que só as vivem, quem realmente vive!

Re e Lu, esse texto é simples, mas foi escrito com muito carinho pra demonstrar a alegria de tê-las como minhas amigas – agora muito mais reais! – e também pra agradecer pelo bem-estar que me causaram, permitindo que eu desfrutasse da companhia maravilhosa de vocês. Que Deus abençoe vocês e abençoe nossa amizade, cada vez mais.

Obrigada amigas, vocês são incríveis!!

13 comentários:

Lucia disse...

Flaaaa
que linda homenagem! me emocionei de verdade.
em tão pouco tempo falamos de tantas coisas, né? rsrss
me considero uma pessoa de muita sorte por ter vc e a Re como amigas. pessoalmente, vc é a mesma pessoa doce que conheci no orkut. mais até. também pude sentir o quanto vc é alto astral, humana...
espero que muitos outros papos ainda aconteçam, que muitas outras cervejas a gente beba...
adoro vc!
obrigada por tudo, Fla!

Nanamada disse...

Que fofo Fla!
Essas duas sao especiais e queridas.Tão com encontrar tanto a Re como Lu mastrange nesse mundao doido!.Deixo aqui meu carinho para voces 3!Amo!

Flávia disse...

Luuuu, que bom! Fiz com muito carinho e de coração, pois precisava registrar a alegria que senti em estar com vcs.
Pois é, o tempo foi curto pro tanto de coisas que tínhamos pra falar. E mulher fala, hein? rsrsrsrs
Ah, então somos todas sortudas, pq pra mim, vcs tb são muito especiais.
Teremos muito papo, com toda certeza e tomaremos muitas cervejas - espero que menos do que os assuntos, ou corremos um sério risco de não falar coisa com coisa! hahaha
Adoro vc tb, Lu! E eu que agradeço pela acolhida, pelo carinho, pelo abraço e pela amizade.
Beijo no seu coração

Flávia disse...

Nana, tem razão, elas são muito especiais.
Nem sei dizer o que senti estando ao lado dessas duas meninas iluminadas e queridas.
Mereciam uma homenagem, né?
Espero o dia em que conhecerei vc pessoalmente!! rs
Esse mundo é um kinder ovo!
Obrigada pelo carinho!
Beijo

Lucia disse...

Fla, lembra que a gente combinou que vai pra Brasilia assim que vc arranjar emprego? esqueci não... vamos pra Brasilia comer o bolo da Nana. hehe...

Flávia disse...

Hahahahaha, verdade Lu!
Vamos pra Brasília comer o bolo da Nana e pizza na casa da Helen!
Excelente idéia! Tô dentro!

Regina Rocha disse...

Put’s, Fla!!! Eu tenho que estar linda (rsrsrs) amanhã para a formatura da minha sobrinha e você me faz ficar com os olhos inchados de chorar. Você sabe que nesta vida nada acontece por acaso e conhecer você foi mais uma agradável e feliz bênção de Deus. Pouco mais de um ano que nos conhecemos e o tanto que aprendi com você faz parecer que foram muitos anos de convivência. Mas tenho certeza que esse sentimento vem do fato de nos conhecermos de outras existências. Foi uma alegria muito grande passar aquela 6ª feira, batendo perna pela Liberdade, pela Paulista, com você. E mais ainda quando fomos encontrar a Lu em São Bernardo. A Lu é amiga, irmã do coração. E nós formamos um grande trio, que tenho certeza, a partir daquela sexta, ficaremos cada vez mais unidas, mais amigas, mais e mais irmãs.
Obrigada pelo carinho e por este lindo texto!!!
Agradeço também o carinho da Nana, que quando resolver deixar a preguiça e vir para Sampa, vai se juntar a nós num belo quarteto. Estou ansiosa por esse dia!!!

Um grande beijo Fla, Lu e Nana!!!

Regina Rocha disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk

vamos comer o bolo da Nana, a pizza da Helen, o macarrão da Lúcia e vamos pra casa do Kallango, mas antes, pra garantir, a gente passa no SubWay e compra um monte de sanduba. kkkkkkkkkkkkk

Nanamada disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk! nao podem perder a maionse da Lucia e o arroz de cuspe da Helen.Claro cantoria com Inacio, nao vamso dar folga pro homi!

Flávia disse...

Reeee, juro que não foi essa a intenção! Mas eu imaginei que as lágrimas rolariam nas duas. Eu sei o quanto somos emotivas.
Quanto ao fato de estar linda, não precisa fazer tanto esforço, né? Vc é linda!
Acredito mesmo que apenas nos reencontramos, pois em outras "embarcações" já viajamos juntas. Não há outra explicação para tamanha afinidade, certo?
Espero mesmo que a Nana venha se juntar ao trio. Será recebida com o mesmo carinho!!
Putz, quem me deixou emocionada agora foi você, com esse lindo comentário!
Beijo Re, obrigada por tudo e que Deus te abençoe

Flávia disse...

Re, Nana, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Vou declinar da idéia de ir a Brasília conhecer esse povo doido. Vou voltar de lá rolando! rsrsrs
Repararam que vcs só falaram de comida? =/

Pelo menos na casa do Kallango não vai ter comida, né? A gente vai ter de comprar... rs

E o Inácio tem de estar em todas, afinal, precisamos fazer uma trilha sonora pra esse encontro! hehehe

Beijos e, no post 1000, o bar é meu! kkkkkkkkkkkk (piada interna!!)

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Flávia,

Fico feliz em saber que está bem, após tanto tempo sem contato. Aproveite mesmo e curta bastante essas oportunidades de aproximação. Poderá até render em amizades "forever"...

Beijos,
Ana Lúcia.

Flávia disse...

Oi Ana Lúcia, obrigada!

É sempre muito gratificante pra mim, abrir esse cantinho e ver que vc deu uma passadinha por aqui e deixou registrado o seu carinho. Obrigada, viu?

Bem, eu aproveito demais as amizades que tenho. Pra mim, todas são presentes de Deus e que eu trato de cuidar com amor e carinho.

Ter amigos é uma grande bênção! Torço pelo dia em que poderei conhecê-la pessoalmente, também!

Um beijo e fique com Deus!
Flávia