segunda-feira, 11 de maio de 2009

Mãe

por Flávia Fernandes


Ela casou-se muito jovem.
Cheia de vida, cheia de planos e com um futuro enorme à sua espera.

Menos de um ano depois, nascia sua primeira filha.
Marinheira de primeira viagem que era, enfrentou as dificuldades que começaram a surgir. Largou o trabalho para dedicar-se àquele ser tão dependente e que necessitava de sua atenção. Marido ausente, família distante, grana curta e uma responsabilidade enorme pra alguém que acabara de completar a maioridade.

Dois anos depois, com a situação ainda mais grave e uma quase separação, deu a luz à sua segunda filha.

Nascida de oito meses, pequenina e necessitando de cuidados redobrados naqueles primeiros dias de vida, teve a mãezinha zelosa, cuidando de tudo e dividindo a atenção com a irmã mais velha que buscava os olhos e cuidados redobrados de sua progenitora.

As dificuldades aumentavam, mas ela conseguia driblar os problemas, fechar a porta pros transtornos e fazer verdadeiros milagres pra enfrentar os percalços sem esmorecer.
Mães são obras divinas mesmo!

Dois anos depois, numa situação um pouco mais confortável e o casamento estável, veio sua terceira filha. Quanta alegria, depois de ter vencido tantos obstáculos. Família unida e feliz, filhas saudáveis e amadas; e a mãe orgulhosa de sua bela prole, agradecia à Deus pela bênção e oportunidade que tivera de ser mãe!
Filhos são presentes que Deus manda às mães!

Quatro anos mais tarde, para surpresa de todos, veio o garoto, o filho homem que a família tanto esperava, para dar continuidade ao nome, coisas de uma sociedade machista e que à época ainda influenciava um bocado.

A situação estava complicada. Não havia dinheiro pra pagar as contas, eram quatro filhos pequenos pra sustentar e um marido que se recusava a amadurecer.
Faltou o que comer, mas lá estava ela, meio mãe, meio alquimista, transformando o pouco que tinha em alimento pros filhos, não se importando em faltar a si própria.
À mãe, Deus atende seus pedidos em prioridade!

Três meses depois, seu pai faleceu, vitima de um câncer que o fez sofrer em silêncio. Vieram as mudanças de residência, de escola, de trabalho.
Apareceram novos problemas, os filhos cresciam rapidamente e a cada dia, tornava-se mais difícil viver sem esmorecer.

Dois anos mais tarde, sua mãe adoece e rapidamente também veio a falecer.
Sete dias depois, horas antes da missa da mãe, o filho sofreu um acidente.
O universo parecia conspirar contra. Todos os problemas rondavam a família e ela, tendo de ser o alicerce de tudo.

O marido estava sem emprego e a família foi morar de favor. Tempos duros e difíceis, mas ela encarava como um leão o que aparecia pela frente e manteve o equilíbrio da família, até quando faltou para si própria.

Nada disso foi suficiente pra manter o casamento e veio também a separação.
Agora estava ela sozinha, com quatro filhos pequenos, dependentes e necessitando do básico para sobreviver.

Novamente faltou o que comer e foi preciso compreensão, equilíbrio e muita fé, além da ajuda dos mais próximos para vencer mais essa batalha da vida, que parecia não ter fim e batia pesado cada dia mais.

A mãe pedia a Deus por uma luz pra entender e enfrentar todas as dificuldades, mas as respostas não vinham e, enquanto isso era preciso um esforço imenso pra conseguir alimentar os filhos pequenos.

A filha mais velha precisou ir trabalhar cedo, antes de concluir os estudos e a mãe, trabalhando de sol a sol pra garantir o sustento da família. Assim também foi com os outros filhos, conforme iam chegando na idade de poder trabalhar fora e assim, colaborar com as despesas de casa.

Muitos anos depois a situação era outra completamente diferente. Filhos criados, tomando as rédeas de suas vidas e a mãe feliz com a missão cumprida.

Essa poderia ser mais uma história comum, de uma mulher batalhadora que enfrentou muitas coisas na vida e que venceu as dificuldades com bravura, mas é muito mais que isso: essa é a verdadeira história da minha mãe.

Guerreira, valente e determinada, não mediu esforços pra batalhar pela felicidade dos filhos. Sofreu por eles, chorou e venceu cada dificuldade, tornando-se cada dia, uma pessoa melhor e vencedora.

Não mediu esforços pra nos ensinar sobre amor, respeito, virtudes, educação e união.
Matava um leão por dia pra manter os filhos no caminho do bem e mesmo nos momentos em que tudo poderia despencar, ela encontrava mais força pra vencer novamente.

Ela é o exemplo mais puro do amor incondicional que a mãe sente pelo filho.
Ela é luz, é amor, é guerreira, é exemplo. É força, é fé, é equilíbrio.
Acima de tudo, é a minha mãe, a pessoa que mais amo e admiro na minha vida.

Mãe, essa é a minha mais singela homenagem a você, que é a melhor pessoa que conheço na vida e me orgulho muito de chamá-la de Minha Mãe!

Feliz todo dia das mães. Obrigada pela oportunidade de me dar a vida várias vezes!
Que Deus continue te abençoando e te segurando pelas Mãos, como sempre fez!

Ah, saúde, paz, amor e bênçãos à todas as mães do planeta!

13 comentários:

Vivi Groba disse...

Lindo texto, linda história de fibra, fé, amor, compreensão...!!!
Parabéns Flá pela linda família.
Beijos

Flávia disse...

Oh Vivi, obrigada linda!
Mas quem merece os parabéns, com certeza é a dona da história.
Essa sim, construiu isso tudo!
Beijos

Anônimo disse...

Sim, sim!!! Parabéns p/ ela!!! e um bj gde.
\O/

Márcia disse...

Realmente ela é uma grande mãe mas vc é uma enorme filha que enxerga tudo e valoriza cada gesto.O texto é muito lindo,cheio de amor,como tudo o que vc faz.Beijos.

Eunice disse...

Filha, n tenho palavras p agradecer as bençãos q Deus me deu em forma de filhos amados. Faria tudo de novo e até muito mais,vou continuar na medida do meu possível (físico e financeiro)vc sabe disso.
Agradeço todos os dias por essa oportunidade de ter sido mãe, pois n há no mundo maravilha maior.
Obrigada por ser essa filha linda, inteligente, carinhosa, batalhahdora e por me surpreender a cada dia com suas palavras e suas atitudes. Aos seus irmãos dedico aqui as mesmas palavras, pois vcs são as razões da minha existência. Peço a Deus p continuar me dando saúde e força p poder retribuir esses gestos de carinho e de amor. Estas palavras em forma de homenagem me surpreenderam e me fizeram muito feliz
Deus te abençõe, e continue te iluminando hj e sempre.
Obrigada por vcs existirem na minha vida.
TE AMO.
Bjs
Mamãe

Alexandre disse...

Parabéns Flavinha,

poucas pessoas conseguem transpor sentimentos e emoções em palavras. E você faz isso muito bem.

bjos

Ale

Viviane Moraes disse...

Flávia
Agora entendo de onde vem tanta força...
Sua mãe,como você mesmo disse é uma leoa, muito batalhadora e você amiga???? Vocês são exemplos de família, superação, união, fé, dedicação e acima de tudo muito AMOR! Parabéns D. Eunice por sua história de vida e parabéns Flávia por vencer a cada dia. Te amo amiga!!!! Com carinho

Viviane Moraes

Flávia disse...

Márcia, quem tem uma mãe dessas como exemplo, não poderia ser diferente, não é?
Sou isso tudo, graças a ela!!
Obrigada pela visita.
Beijos

Flávia disse...

Mãe, nós todos sabemos que vc não mediria esforços pra batalhar sempre por nós e não se importaria em fazer tudo de novo, mas agora chega, né? Tá na hora de viver e ser feliz com o aprendizado que o passado nos proporcionou.
Vida nova sempre e todos os dias e eu é que agradeço pela oportunidade de te ter como mãe!
Também TE AMO muitão.
Beijos

Flávia disse...

Alê, obrigada pelas palavras e também pela visita.
Um beijo pra você!

Flávia disse...

Vivi querida, eu que agradeço pelas palavras carinhosas.
Minha mãe é uma leoa mesmo, assumidíssima! Leão no signo e na personalidade! rs
Graças a ela, sou o que sou!
Um beijo carinhoso e obrigada por todo seu carinho de sempre.

Flávia disse...

Bem, não fiz comentários antes por não conseguir...Flá, sua mãe realmente é guerreira como tantas outras, a minha por exemplo, e sei o quanto foi dura essa estrada pois fiz parte de um pequeno pedaço desse caminho longo que é sua vida...o importante é que hj vc e seus irmão são grandemente abençoados por Deus e que as preces de sua mãe foram ouvidas sim, não tarde mas na hora exata !! Deus abençoe sua mãe e toda sua bela família.

Flávia disse...

Flá, vc não só acompanhou um pequeno pedaço dessa história, como tb é parte dela! Seja me ouvindo, consolando e até dividindo seu lanche comigo, nos bancos longos do colégio!
Também acho que Deus atendeu no tempo certo. Nada foi por acaso, mas tudo serviu como aprendizado pra que nos tornássemos quem a gente é hoje e que felicidade a delas (a minha e a sua mãe!) por ter filhos tão maravilhosos, não é mesmo?
Obrigada amiga, pelo carinho de sempre e pelas palavras de incentivo.
Beijo grande e que Deus abençoe sua vida e sua família.